sexta-feira, 11 de outubro de 2013

FUTURO ?

Tenho dois irmãos, ambos formados na escola pública e, posteriormente, numa universidade pública. 
O mais novo seguiu ontem as pisadas do mais velho e foi-se embora deste país que gastou dinheiro com a sua formação mas que não precisa dele. 
Para os meus pais foi o segundo desgosto. 
Que pais querem ver os seus filhos serem forçados a partir para outro país?
Os meus irmãos nunca foram alunos geniais. Apenas bons alunos, alunos aplicados. 
Não compraram o curso numa universidade privada nem ficaram na universidade até aos 37 anos. 
Ficaram até aos 23. 
A mesma idade com que, depois de baterem a tantas portas que teimavam em não abrir, decidiram procurar outro país que os valorizasse. 
Podiam ter feito o cartão rosa ou laranja e talvez isso tivesse mudado um pouco o cenário. Mas optaram por não vender a alma ao diabo e o desfecho foi o mesmo que afecta tantos dos nossos familiares, amigos e conhecidos.
Quando na quarta-feira ouvia o hipócrita Passos Coelho, naquele exercício de retórica patética que fez na RTP, a dizer “Nós apostamos muito nos jovens”, enquanto o Diogo aterrava na República Checa, foi provavelmente a única vez que me apeteceu partir-lhe a cara. 
Sou um gajo pacífico, até agora só me apetecia vê-lo preso, ou “encurralado” por uma multidão em fúria. Mal por mal, prefiro sempre ver os vilões a partilhar a cela com um entroncado presidiário de longa data, pronto a dar-lhes todo o carinho do mundo, algo que, infelizmente, nunca acontece.
E enquanto o Diogo se instalava na sua nova cidade, eu via o primeiro-ministro-boy a responder a perguntas de cidadãos “seleccionados”, umas vezes de forma evasiva, outras mostrando claramente não dominar a matéria, mas sempre com aquele ar de superioridade e gozo que não o inibiu de se rir em directo de algumas das pessoas que lhe colocavam as questões, como aquele taxista que não sabia como fazer face às constantes subidas do preço da gasolina. 
Passos ria, alegava motivos ambientais para não descer os impostos sobre os combustíveis e desejava-lhe muitos clientes. E ria com o seu sorriso maroto de quem se está nas tintas para tudo.
Quantas vezes se riem estes gajos de todos nós? 
Gajos que nunca souberam o que é o desespero e a sensação de exclusão de quem procura desesperadamente construir a sua vida? 
Passos Coelho não sabe o que isso é. 
Há muito que garantiu a sua, desde os tempos dos corredores da JSD. 
Não é qualquer um que termina um curso aos 37 anos e salta directamente para o conselho de administração de um empresa. 
É que Passos pode ter terminado a licenciatura tarde, mas já tinha vários doutoramentos da Universidade de Verão do PSD.
Passos é a imagem de um país onde as oportunidades não são iguais para todos. 
Um país onde abanar a bandeira certa pode garantir um emprego. 
Onde a vassalagem está mais viva do que nunca. 
Onde a competência não importa e o estado da nação é a prova disso mesmo. 
Onde Miguel Relvas, Rui Machete ou Paulo Portas podem dizer e fazer o que lhes apetecer sem esperar qualquer tipo de consequências. Deve ser a isto que se referem quando falam em meritocracia…
Se alguma vez conseguirmos pagar esta dívida, algo aparentemente impossível nos moldes impostos, quem estará cá para reerguer este país? 
O que faremos nós com uma população envelhecida e empobrecida no topo de uma pirâmide etária invertida? 
Será que os mesmos jovens que a “elite” mandou emigrar quererão voltar a este país ainda mais pobre na periferia da Europa? 
Ou será Passos, apoiado por exército de boys, quem vai levantar este país de novo? 
Nada disso. 
Por essa altura, Passos Coelho já estará numa instituição internacional qualquer. 
Os boys que se façam à vida…

J.Mendes

Etiquetas:

59 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Passos Coelho tem boas razões para estar preocupado. Ele sabe que todos nos lembramos de o ver anunciar o início de um novo ciclo glorioso de investimento e crescimento económico, tal como sabe que nos lembramos de ouvir Paulo Portas garantir, no final da última avaliação da ‘troika', que o Orçamento para o próximo ano não traria mais austeridade. Só que, sabendo isso, Passos Coelho sabe também que é outra a verdade que consta do Orçamento para 2014: mais um pacote de violenta austeridade, que ameaça seriamente recolocar a economia portuguesa numa trajectória de recessão.

Em bom rigor, não se trata aqui, propriamente, de um "choque" de expectativas. Choque haveria se determinadas expectativas colidissem com outras de sinal contrário - mas não é esse o caso. Aqui, as expectativas não colidem com outras, colidem, isso sim, com os próprios factos da política de austeridade do Governo. Dito de outra forma, porventura mais sugestiva, o que acontece é que as expectativas positivas que foram postas a circular pelo próprio Governo vão ser pura e simplesmente "atropeladas" pelas medidas de austeridade do Orçamento para 2014.

Pede o primeiro-ministro para não se falar neste assunto no "debate público" - como eu o compreendo! E espanta-se até por se continuar a falar do impacto de medidas de austeridade ainda não implementadas mas que, por já terem sido objecto de anúncio público, se deviam já ter por "descontadas". Mas o que deve ser motivo de espanto é este conceito, absolutamente extraordinário e inovador, de medidas "descontadas" - como se uma medida depois de anunciada não devesse ser discutida ou como se o seu impacto social e económico não devesse ser ponderado em conjugação com as medidas adicionais que o Governo vai continuamente anunciando.

Bem pode, pois, o primeiro-ministro dirigir apelos ao "debate público" para que ninguém denuncie o desvio colossal que separa as ilusões que desde o início vendeu aos portugueses e as consequências desastrosas da sua política de austeridade. A verdade, também aqui, impõe-se por si própria: a ameaça para as expectativas dos portugueses não vem dos críticos da política do Governo, vem de uma estratégia de empobrecimento e de uma política de austeridade fracassadas e que se desenvolvem em perigosa "contra-mão" com o que foi prometido aos portugueses quando se tratou de lhes caçar o voto.

sexta-feira, 11 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

A stressada da ministra Maria Luís das Finanças tem cá uma falta de chá! Já viram as trocas de turnos que ela faz, sistematicamente e favoravelmente para ela, com os seus colegas do Eurogrupo só para arrabanhar mais uns trocos ao final do mês?

sexta-feira, 11 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Quais vão ver as novas medidas de austeridade do OE de 2014? Cortar, cortar, cortar. Reduzir, reduzir, reduzir. Despedir, despedir, despedir.

sexta-feira, 11 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Concordo plenamente com os comentarios anteriores.

Anónimo

sábado, 12 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

A recessão que Portugal atravessa é bastante diferente das anteriores. A actual está a proporcionar uma reconfiguração social de concentração de riqueza e de aniquilamento dos pequenos pelos grandes, com ganhadores e perdedores perfeitamente identificáveis, uma reconfiguração que não está a ser implementada apenas pelo Governo. Entre os grandes ou, se quiserem, entre os ganhadores, O sector financeiro está a ter um papel importantíssimo.

Durante esta semana, através de um relatório divulgado pela Associação Portuguesa de Bancos, voltámos a confrontar-nos com um dado que o comentário económico faz questão em não associar a qualquer fenómeno de reconfiguração social que está a transferir e a concentrar a riqueza diante dos nossos narizes: as taxas de juro cobradas pela banca às empresas portuguesas no final do semestre (5.53%) eram mais do dobro do que pagavam, em média, as restantes empresas da Zona Euro (2.59%). O relatório refere ainda que "o diferencial entre as taxas de juro de novos empréstimos a sociedades não financeiras em Portugal e na área do euro aumentou depois do início da crise da dívida soberana".

Outro estudo divulgado por estes dias, Catastrophic job destruction ("destruição de empregos catastrófica" em inglês não soará tão mal), este do Banco de Portugal, identifica como uma das principais razões que explica a enorme destruição de empregos e a elevada taxa de desemprego a “severidade da restrição de crédito” por parte dos bancos. Os dados mostram que “as empresas que enfrentavam elevados custos financeiros saíram [do mercado] ou destruíram postos de trabalho a taxas mais elevadas do que aquelas que operavam com melhores condições financeiras”, principalmente em 2010 e 2011. “Verificou-se uma destruição de empregos sem precedentes”, dizem os autores, destacando que os encerramentos de empresas provocaram cerca de metade da perda de postos de trabalho em 2009.

Finalmente, ainda sobre reconfiguração social, foi também notícia durante a semana que hoje termina o anúncio da venda de uma empresa com interesse estratégico nacional e que dá lucro ao Estado, os CTT e a licença para a criação de um banco postal, com o Ministro da Economia a confessar que o negócio se fará mesmo sem a garantia da manutenção de todos os postos de trabalho. O Governo vai vender uma fonte de receita e com isso ainda vai fazer aumentar a despesa com subsídios de desemprego. Para variar, óptimo negócio para o comprador e péssimo negócio para o vendedor: todos nós.

Resumindo: o Governo injectou largos milhares de milhões de euros no sector financeiro. Este limita a quantidade e aumenta o preço do pouco crédito que faz chegar a pequenas e médias empresas, guardando a liquidez para especular no mercado da dívida e para financiar privatizações. Pequenas e médias empresas fecham portas, deixam o mercado livre para as grandes empresas e lançam centenas de milhares de portugueses para o desemprego, incluindo ex-empresários, agora proletarizados. O Governo reduz subsídios de desemprego nos valores a receber e na duração dessa protecção, fazendo aumentar o desespero que obriga as pessoas a aceitarem trabalhar recebendo salários mais baixos (Portugal foi o país onde o salário médio mais se reduziu nos últimos dois anos). As privatizações a preço de saldo põem empresas lucrativas que se fizeram com o dinheiro dos contribuintes a enriquecer privados em vez de contribuírem para equilibrar as contas públicas. Os impostos aumentam para compensar esta perda de receita. Falta privatizar a Saúde e a Educação. "Reajustamentos". "Reformas estruturais necessárias". Um país nas mãos de uns poucos e a miséria instalada para os enriquecer ainda mais. Será já a seguir. É um plano diabólico. Eles estão unidos e muito bem organizados. O povo tem que se organizar. E unir-se também.c

sábado, 12 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Se eu fosse como tu, seria um ser do mais abjecto que há, um cara de pau com a cabeça cheia de nada e a boca aberta para dizer coisa nenhuma.
Se eu fosse como tu, marimbar-me-ia para todos os seres humanos que me rodeassem, tratando apenas de me ver no espelho sempre favorável do meu egocentrismo poeirento e bafioso.
Se eu fosse como tu, teria uma vida confortável, rir-me-ia da pobreza alheia, achando-me o maior por ser superior a essa gentalha.
Se eu fosse como tu, seria o responsável por milhares de mortes. Sim, milhares de mortes. Directa ou indirectamente, eu estaria a carregar no gatilho de quem dá um tiro na sua própria cabeça, a empurrar aquelas pessoas das pontes abaixo, a atirá-las, sozinhas ou com os filhos, para debaixo de carros, comboios, para dentro de poços. Mas, claro, não me sentiria nada culpado.
As pessoas suicidam-se porque são malucas, que diabos!, e se levam os filhos com elas, isso não é desespero, porque há uma luz ao fundo do túnel e não, não é o comboio, é porque são ainda mais malucas.
Directa ou indirectamente, eu mataria os velhinhos à fome e com falta de medicamentos e cuidados médicos.
Directa ou indirectamente, eu seria responsável por haver hoje muito maior mortalidade infantil do que há dez anos atrás.
Directa ou indirectamente, eu tiraria carne, peixe, iogurtes, leite, fruta do prato dos Portugueses.
Directa ou indirectamente eu tê-los-ia despejado das casas que já não podem pagar.
Não podem pagar?
Que trabalhem!
Ou que procurem casas mais baratas.
Não podemos todos viver em casarões.
Para que é que uma família precisa de sala?
Ou de quartos para os filhos? Basta-lhes dormir todos no mesmo quarto, até é mais aconchegante no Inverno, poupam no aquecimento…
Directa ou indirectamente seria eu quem teria atirado com milhares de conterrâneos para a miséria.
Mas eu não sou um ser tão desprezível como tu és.
Não sou uma pessoa ressabiada com um país que fez uma Revolução de flores em Abril e com isso conquistou a liberdade.
Uma liberdade que usaste quando te deu jeito para ascenderes as postos de poder e que agora te incomoda, te prende os movimentos.
Orgulho-me de ser quem sou.
Ao contrário de ti, faço o que posso pelos outros.
Dou-me aos outros, algo que tu deverias experimentar fazer, coelhinho.
Claro que eu sendo eu e não tu, há todo um abismo que nos separa.
Eu, sendo eu e não tu, vivo com dificuldades.
Não consigo encontrar trabalho que me permita garantir o pagamento das minhas despesas.
Tenho que fazer contas para comprar sapatos ou roupas para as minhas filhas.
Eu, sendo eu e não tu, preocupo-me (apesar dos meus próprios problemas) com os outros.
Com os que me rodeiam e estão numa situação muito pior do que a minha.
...

sábado, 12 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

...
Eu, sendo eu e não tu, vou ter que fazer mais contas à vida porque vais roubar mais 150 euros do salário do meu marido, que, actualmente, é o único que ganha salário cá em casa.
Sim, se lhe vão ser roubados 150 euros é porque ele tem um bom salário.
É verdade.
Tem um bom salário.
Mas é um salário que tem que pagar todas as despesas e, deixa que te diga a ti, que achas que com 600 euros já se é rico, 1100 euros líquidos para pagar casa, alimentação, infantário e todas as outras despesas não são suficientes.
Ainda assim, eu,sendo eu e não tu, não baixarei os braços e, se antes me tinhas nas manifestações a lutar mais pelos outros do que por mim, desta vez vais ter-me a lutar muito pelas minhas filhas.
Não vou deixar que lhes roubes o direito de ser crianças.
Já lhes roubaste algumas coisas, mas também, admito, lhes deste muito.
À custa de todo o lixo que tens feito, e à força de ouvir algumas conversas cá em casa, a minha filha mais velha, com cinco anos, sabe o que é ditadura, sabe que o passos coelho, primeiro-coiso de Portugal é um ladrão, sabe que só tratas bem os teus amigalhaços, os palhaços que aí te colocaram, sabe que a mãe vai a manifestações porque é importante lutar pelos direitos dos nossos semelhantes.
As minhas filhas, graças a ti, sabem que em Portugal há muitos meninos como elas que passam fome, que perderam as casas onde viviam. Sabem que, por respeito a essas crianças e porque é preciso controlar o dinheiro, não podem ter tudo o que desejam (isso, é verdade, já acontecia antes de tu começares a tua saga destruidora de uma nação).
Por tudo isto, coelhinho, se eu fosse como tu, começava já a tirar a mão do bolso e a proteger o traseiro.
É que isto vai piorar para o teu lado e só espero que se te atravessem não um, não dois, mas vários.
Ao mesmo tempo.

sábado, 12 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Completamente de acordo com o que atrás foi dito sobre o coelhinho.
Que país este em que temos como governantes mentirosos descarados, impunes a tudo, sequiosos de poder e em que tudo vale para se protegerem uns aos outros.

sábado, 12 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

A esta hora já estão os ministros todos reunidos, a ver como nos hão-de lixar a vida em 2014. Havia de cair lá um asteróide, onde estão, e irem todos desta para melhor. E outro no largo do rato que foram os socialistas que nos trouxeram até aqui e o povo bem sabe disso.

domingo, 13 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

A ministra Maria Luís ainda anda a fazer trocas e baldrocas de turnos, com os colegas, para os enganar e sair ela beneficiada?

domingo, 13 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Acompanhei com grande ansiedade e expectiva as eleições autárquicas.
Desde o inicio tive grande carinho pelo CLIP.
Um movimento de cidadãos que acreditam que podem mudar o estado da coisas, que idéia fantástica.
O CLIP, ganhou e meu ver bem, porque de facto, as outras candidaturas eram mais do mesmo e disso já estamos fartos.
Após a vitória do CLIP, tenho que confessar que já perdi metade do meu óptimismo, tenho falado com outros Portalegrenses e a descrença também já se apoderou deles.
Qual o motivo??

A meu ver, o motivo principal resulta da constatação que a Presidente/Candidata Adelaide, não se soube rodear dos elementos que mais a poderão ajudar neste projecto.

Dentro do projecto CLIP, aqueles que entraram embuídos do espirito de fazer algo de válido, vão ser encostados por aqueles que o CLIP é meramente um projecto pessoal de tomada de poder.

Ou seja, será a vitória dos mediocres em detrimentos dos válidos.
E isso será uma grande desgraça.

Como tal, na impossibilidade de poder transmitir esta minha preocupação à Presidente/Candidata, utilizo este meio.

Por último gostaria de dizer o seguinte:
De quando em vez venho visitar este Blog.
Existem pessoas que, acreditam que o mesmo poderá ser um veículo para podermos dar um contributo para melhorar a sociedade onde estamos inseridos e existem outras pessoas que utilizam o mesmo para descarregar a ira e a vingança a coberto do anonimato.

Estando a falar do CLIP em concreto, conhecendo como conheço pessoas que estão no CLIP e às quais reconheço qualidades e uma postura digna no relacionamento com as outras pessoas/instituições.
Faço daqui um apelo;

Digam ao Sr. Lacão para não utilizar este Blog para atacar terceiros, porque não só não o dignifica a ele, como não dignifica aqueles que pertencem ao CLIP.

É por mais óbvio que comentários daquele calibre, só podem ter origem no Sr. Lacão.
Acho que mais ninguém no CLIP se nivela por tão baixo.

Como tal a bem do CLIP, digam ao Sr. Lacão para ter uma postura mais madura.

Todo o sucesso para o CLIP

domingo, 13 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Fiz parte das listas do CLIP. Senti o mesmo entusiasmo que o comentarista anterior. Neste momento, parece-se que ficou um vazio, como se o CLIP apenas tivesse servido para a Campanha, para eleger um grupo de pessoas e pronto...
Não concordo com a critica que faz ao sr. Lacão pelo simples fato de não ter provas que é ele a postar os comentários neste blog e na duvida nem deveria ser mencionado o seu nome.
De qualquer modo concordo consigo no que diz respeito ao CLIP e considero da máxima importância que deve continuar ativo pelo menos até daqui a 4 anos.

segunda-feira, 14 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

O Nuno Lacão tem tanta sensibilidade para a política como um elefante numa loja de porcelana. É a chamada "besta". E o pior é que anda aqui a patrocinar bocas e boatos contra uns e contra outros, só para ver se sai por cima disto tudo. Atenção presidente Adelaide, com as pessoas de quem se vai rodear! Há pessoas que não prestam como pessoas e que são uns zeros como profissionais e que só querem tachos porque não sabem fazer mais nada na vida senão lamber botas de quem está no poder.

segunda-feira, 14 outubro, 2013  
Blogger RR disse...

blog de humor: http://cafednoite.blogspot.pt/

segunda-feira, 14 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Retomando o meu comentário anterior.
Afirmei e afirmo que sou CLIP, desde a primeira hora,fiquei eufórico com a vitória da CLIP, no entanto não me revejo na postura de dois ou três elementos.
Coloco a seguinte questão, porque será que é sempre a mesma pessoa a ser alvo de ataques???
Existem comentários neste Blog, que, por aquilo que conheço dos integrantes da CLIP não acredito que sejam os autores.
Já no caso da pessoa em questão (Lacão), ponha as minhas sérias dúvidas.
Porque será que ninguém gosta do Lacão.
O problema só pode ser mesmo ele.
Alguma cosa não está bem com ele.

segunda-feira, 14 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

PIB 2010 - 172.879,500 MEuros
PIB 2012 - 165.409,200 MEuros
Redução do PIB - 4,3%
Total de receitas fiscais em 2010 - 59.531,6 MEuros (34% do PIB)
Total de receitas fiscais em 2012 - 56.946,4 MEuros (34% do PIB)
Redução das despesas fiscais em valores absolutos - 4,3%
Dívida da Administração Pública em % do PIB em 2010 - 94%
Dívida da Administração Pública em % do PIB em 2012 - 124,1%
Aumento da dívida da AP em valores absolutos - 26,2%
Despesas da AP com pessoal 2010 em % do PIB - 24,4%
Despesas da AP com pessoal 2012 em % do PIB - 18,4%
Redução das despesas com pessoal em valores absolutos - 27,8%...
Despesas da AP com juros e outros encargos 2010 em % do PIB - 10,7%
Despesas da AP com juros e outros encargos 2012 em % do PIB - 15%
Aumento das despesas com juros em valores absolutos - 34,1%
1ª constatação - apesar da redução de despesas com pessoal em 27,8% face a 2010, (11.710 MEuros), a dívida pública aumentou 26,2%.
2ª constatação - os juros e outros encargos aumentam, em valor absoluto, em 2012, 34,1% face a 2010.
3ª constatação - apesar dos brutais aumentos de impostos (IVA, reescalonamento do IRS, sobretaxa extraordinária, IMI...) as receitas mantém-se rigorosamente iguais em % do PIB, e reduziram, tal como este, 4,3% em valores absolutos.
Em vista destes resultados (fonte: Pordata), ainda acha que é este o caminho a seguir?

quarta-feira, 16 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Diz bem DO que a estrategia é a do conflito só que o governo jurou cumprir a constituicao portanto afirmar que nao consegue governar porque o TC nao permite é o mesmo que qq Portugues afirmar que nao consegue viver porque o obrigam a pagar impostos.
Ha varias maneiras de dar a volta à economia mas este governo de INCOMPETENTES nao quis ou nao soube fazer, ex:
- autarquias: O gasto é nas C.Municipais, nunca nas freguesias, mas para nao agitar as hostes internas, relvas fez uma remodelacao ridicula que só piorou o sistema
- F.Publica: despedimentos sao possiveis com leis adequadas. O governo quis despedimentos sem enquadramento e sem justificacao. E depois a culpa é do TC
- PPP´s: Ha clausulas de excepcao para todos menos nas PPP. O facto do Project Finance meter os bancos todos quer dizer alguma coisa sobre o que (nao) foi feito
- Energia: TODA a gente sabe que as rendas pagas em Portugal sao excessivas. O que foi feito? nada
- Impostos: Com privatizacoes, reducao de salarios, etc, deviamos estar a pagar menos impostos, mas estamos a pagar mais. Porque? Porque a politica economica do governo destruiu 7% do PIB. Ora 7% sao 12.6 mil milhoes de euros que taxados a 35% (que é menos do que a taxa media em Portugal) dá 4,4 mil milhoes de euros.

Ja percebem para onde vai o dinheiro que nos cobram? Para lado nenhum, é simplesmente destruido. E isso chama-se incompetencia.

Um governo ilegal e incompetente deve ser deposto imediatamente

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/derrubemos-o-tribunal-constitucional-e-todas-as-forcas-da-reacao=f835943#ixzz2hsPs2TyZ

quarta-feira, 16 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

triste figura a do nosso deputado crespo hoje no magazine Parlamento da RTP 2 , o psd distrital merece uma renovação, com novos valores tipo santana lopes, paula oliveira, carlos sousa, joão pinto, arnaldo oliveira e tantos outros jovens que poderiam ser cordenados pelo arriaga e dar um novo rumo ao partido.

sábado, 19 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

senhor administrador, dou-lhe os meus sinceros parabéns por manter este blog " Em Portalegre Cidade do Alto Alentejo" num nivel que merece. O facto de eliminar alguns comentários também não agrada a muitos, principalmente aqueles que se servem deste blog para dizer bacoradas (desculpe o termo).
Mas pode ter a certeza que são muitos aqueles que apoiam o administrador por optar por um Blog com dignidade e respeito.

Anónimo

sábado, 19 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Gostaria de aproveitar, uma vez que o blog parece estar no rumo certo, para perguntar se alguém me esclarece acerca do conteúdo funcional dos assistentes operacionais que fazem a recolha do lixo em Portalegre.
A razão da pergunta, tem a ver com o facto de verificar que junto aos contentores, no meio da via pública, ficam sacos e algum lixo solto que cai para o chão, quando tombam os contentores e se acumula recolha após recolha sem que este pessoal se preocupe em o apanhar e colocar no camião.

domingo, 20 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Em relação ao comentário anterior eu só tenho a dizer que os contentores não caem, vou depositar lixo em contentores que estão vazios e o espaço em volta tá limpo passado 30 minutos o lixo à volta se avoluma o cidadão tem de ser mais responsável, mais educativo e menos comudista

domingo, 20 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Disseram-me que o blog tinha "morrido"! Vim aqui ver o que se passava e...efectivamente não se passa nada! "Morreu" mesmo!

segunda-feira, 21 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Este último comentario devia ser daqueles que vinha aqui para mal dizer. De fato, morreu a má-lingua e o aproveitamneto deste espaço para caluniar e difamar. Gente mal-formada , de baixo nivel, fofoqueira e "aldrabões" pretendiam um blog dedicado a Portalegre desta forma. Pois claro, mas assim "morto" fica a ganhar em cultura, alto nível de linguagem e educação... afinal um espsço onde podem criticar de forma construtiva e dar a sua opinião acerca do que se passa em Portalegre e apresentar ideias positivas.
Anónimo

segunda-feira, 21 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Eu percebo porque eliminaram a maior parte do comentários. É que grande parte deles eram verdadeiros e punham a descoberto alguns podres desta cidade.
Por exemplo falaram aqui num homem que, ao que sei, está a ser investigado por se apropriar de bens alheios. Porque é que isto não se pode saber? Quantas verdades se revelaram aqui, sob anonimato, é verdade, mas que de outra forma nunca se saberiam?
Portalegre não evolui porque é tudo gente séria e idónea? Parece-me que não!Então temos é que mostrar as verdades e os podres. fazer cair as máscaras! Porque não podemos esperar que os pasquins da terra o façam!
(Quanto tempo estará este comentário publicado antes de ser eliminado)

terça-feira, 22 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

A verdade é que Sócrates, com ou sem licenciatura, de cada vez que põe a boca no trombone prova exaustivamente que como pessoa é melhor que esta corja detractora e profissionalizada na devassa pública.
Eles sim, são os engenheiros da maledicência, da intriga e da conspiração, ganhadores de eleições à custa da boa fé do povo que acredita nos burlões bem falantes com boa aparência.
Sócrates trata-os como eles são e não como merecem porque esta conspurcação social colectiva, parasitas da política e acólitos lambe-botas, mereciam um tratamento mais eficaz para servir de exemplo no futuro.

terça-feira, 22 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Já agora se me permitem, gostaria de deixar um alerta a quem de direito.

As sarzetas existentes na nossa cidade precisam urgentemente de ser limpas, antes que a chuva provoque estragos.

É de estranhar que as entidades competentes ainda não repararam neste pequeno mas importante pormenor.

No entanto aqui fica o reparo.

Cumps.

terça-feira, 22 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Espero que agora os novos donos da Junta de Freguesia, democraticamente eleitos possam dar cumprimentos às muitas reclamações e pedidos de reparação dos buracos existentes na Azinhaga do Giraldo. Mas, que os reparem como deve de ser, tapando com mistura de alcatrão e não com areia e brita como se vê.

terça-feira, 22 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Assim é que é! Em vez de politiquices,denunciem os problemas existentes nesta cidade.

terça-feira, 22 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Já agora, espero da nova equipa da J.F. a resolução das limitações de velocidade e ruído na Av Frei Amador Arrais, onde d vez em quando, Lá vai mais um acidente. Coloquem Bandas no piso, de modo a que os prevaricadores possam ser travados nas suas velocidades. Para isso deverão actuar junto das autoridades policiais da cidade.

terça-feira, 22 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

"Alguns comentários eram verdades..."
Não afirmo que não... a questão era como aqui eram colocados e, como sabe, denegrir alguem é jogar muito baixo e se o senhor se abaixa quando deambula por entre alguns portalegrenses... cuidado, não será que a sua cabeça também já não aguenta o peso de tantos anos? Será a sua esposa não anda a saltar a cerca? O senhor deve ter espelhos em casa...
Bom... sem mal dizer de ninguem em particular, fui irónico neste meu comentário!
Claro que temos de denunciar e concordo com quem aqui disse que ha que limpar as sargetas, tapar os buracos, etc, etc isto sim são propostas e sugestões a fazer neste blog que é do povo, concerteza.
E continuo a felicitar o administrador pelo que ultimamente tem feito por este blog.
Anónimo

terça-feira, 22 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Poucas vezes passo por aqui, e as vezes que já passei a comentar assuntos do interesse da maior parte dos portalegrenses, julgo que não tenham sido lidos. Vou comentar mais uma vez e espero que quem de direito tente ao menos resolver alguns:
.. Sargentas para limpar, há muitas e julgo serem prioridade devido às chuvas que se aproxima;
.. Ruas, as pessoas deviam ser mais responsáveis pelo lixo que deitam no chão, e os donos dos bares deviam limpar às portas e arredores, o lixo deixado pelos seus clientes. Perante isto julgo que devem existir coimas das quais a C.M, deveria atuar;
.. Por falar em coimas, para quem passeia os seus animais de estimação e não limpa, o que é que estão à espera de realizar algum dinheiro, pela falta de civismo?;
.. Os concursos que foram feitos para que certos (as) funcionários (as) de juntas de freguesia, continuassem nos seus postos, concursos esses que deviam ser públicos, e que ninguém soube? Só não foram em frente os que foram denunciados!!!!!!!!!
.. A atual presidente da C.M enquanto andou na campanha não teve tempo de ver alguns erros existentes? Ou o tempo foi curto para as festas e romarias?

Faltarão muitas coisas!
Boa noite.

terça-feira, 22 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Agora é que a Presidente falou com o ministro por causa do quartel da GNR? Agora é que apela à união no distrito? Alertei aqui vezes sem conta para que a senhora presidente fosse passar uma semaninha a Lisboa e não saísse dos ministérios sem garantias da prometida nova escola!
Como nada se fez, rapidamente nos passaram a perna. E agora é irreversível.
A CMP tem culpa? Sim é a principal culpada! Acima de tudo pela inércia vergonhosa.
Agora não vale a pena chorar sobre o leite derramado.

quarta-feira, 23 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Ora se este senhor que tão sabiamente alertou aqui no blog sobre a escola da GNR, porque não o fez pessoalmente em seu devido tempo, junto dos órgãos autárquicos? E tem conhecimento se foram feitas diligencias que agora acusa não terem sido feitas? Perde a razão quando se julga dono da verdade.
A Presidente da Câmara de Portalegre, de certeza que partilhava e partilha das mesmas preocupações que todos nós.
Mas agora é mais fácil acusar...

quarta-feira, 23 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Senhora presidente: o que é que tem feito ao longo dos anos em que está na CMP para (já não digo trazer a nova) manter esta escola de formação de guardas?

quarta-feira, 23 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Está enganado. Fiz pessoalmente. Desde que se iniciaram as obras na Figueira da Foz! Era um sinal de alerta.
Aí está o resultado.
Não "fizemos" pressão. Não lutámos. Não reivindicámos. Fomos passados para trás com respostas evasivas do tipo "vamos analisar".
Novamente, aí está o resultado.

quarta-feira, 23 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Aí está a primeira "vingança" do governo relativamente aos resultados das autárquicas.
A senhora presidente não quis ir pelo psd e ganhou como independente? Então tirem-lhe já a escola da GNR para aprender a não se meter com quem manda.
PSD = incompetentes, inúteis, palhaços, arrogantes e bebados

quarta-feira, 23 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

"Caras e Caros
Portalegrenses

Face a algumas notícias e informações que indiciam como possível o encerramento do Centro de Formação de Portalegre da Guarda Nacional Republicana, apelo à presença de toda a população para um ABRAÇO a realizar no dia 24 de Outubro, pelas 17:30 com concentração no Largo da Escola de S. Lourenço, junto ao AIP da GNR.

A Presidente da Câmara
Adelaide Teixeira"



Ó senhora presidente...."face a algumas notícias e informações"?
Que porra!! Então mas a senhora não é a presidente do município? E rege-se por notícias e informações?
Só por piada!
A senhora tem a decisão como certa há algum tempo!

quarta-feira, 23 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Sei que foram feitas todas as diligências para resolver a situação da escola de formação. Felizmente que, ao contrário de alguns ressabiados que por aqui passam, todas as forças políticas da cidade estão solidárias na resolução do problema...é verdade que os dos partidos do poder estão obrigados a fazer mais mas isso são contas que se hão-de ajustar.

quarta-feira, 23 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Relativo a escola da GNR... O distrito ainda tem deputados? Mas para que precisamos desta gente...se tudo fecha na cidade? demitam-se seus labregos!

quarta-feira, 23 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Mas esta gente não sabe que o governo faz o que quer, vai contra tudo e todos? Rouba-nos a torto e a direito. Desde Mário Soares que andamos a ser chulados.

quarta-feira, 23 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Calma meus amigos!

Qual é o stress?

A Escola há mais de 20 anos que se fala em fechar e ainda não fechou.

Quanto à CMP, mas vocês pensam que a presidente manda alguma coisa ou fez alguma coisa pela Escola da GNR na cidade?

Não me digam que ainda acreditam no Pai Natal?


quarta-feira, 23 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Depois de entregar o poder autárquico a uma lista independente do PSD o próprio PSD haverá de vingar-se. Aqui começa o principio do fim de um poder autárquico sem poder de reinvidicar junto do poder central já que dele é dissidente. Ou alguém tem duvidas que os partidos são importantes? Seria curioso ouvir Cristovão Crespo sobre isto.

quarta-feira, 23 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Então e ninguém fala do Processo que decore em Tribunal de Serrote contra Arriaga?

quarta-feira, 23 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Metam os abracinhos no ...
Quem é que governou a Câmara nos últimos anos? Mata-10 e Adelaide-2.
Portalegre é fértil ao transformar a incompetência em vitimização.

quinta-feira, 24 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Escreveram:

"Se a Câmara continuasse PSD, o Governo não fecharia a escola/GNR! O Governo faz isto por vingança!"

Alguém acredita nisto? Pura demagogia.

O Povo tem o que merece.

Ser governado por incompetentes.

Se tivessem votado Luís Pargana nada disto acontecia.

quinta-feira, 24 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Pois pois agora ninguém votou. ..é sempre assim nesta terra de gente rica e culta.

quinta-feira, 24 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Então mas agora já andam todos a chorar pelo psd, face à inconsequente presidenta que elegeram?

quinta-feira, 24 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Há meu belo António Oliveira Salazar. Onde é que já estavam todos os dessa corja de saca-rabos que tem fanado as câmaras e o país.

quinta-feira, 24 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

sao todos uns filhos da puta os que vem para aqui dar comentarios de merda
uns sao ressabiados, outros tem a mania que sao intelectuais, outros julgam -se os maiores, outros armam-se em garanhoes nao o sendo, talvez por em casa os terem grandes e saberem que as suas mulheres sao umas grandes putas... enfim so gente rasca

quinta-feira, 24 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Aqui os comentários são de uma inteligência rara. "Se a Câmara fosse PSD a Escola de Formação não fechava" sim como não fecharam centros de saúde, correios, escolas, etc. "Se Luís Pargana ganhasse nada disto acontecia" claro o Governo PSD daria a mão a uma câmara comunista...Só falta dizer a democracia é muito bonita quando nós ganhamos e até pode ser uma ditadura...quando os outros ganham o povo é burro e a democracia já não presta.

quinta-feira, 24 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Vou confessar uma coisa.
A determinado momento, ainda pensei que se fosse fazer uma festa no antigo Crisfal (Actual Clipsfal) para assim se manifestar o mais profundo repúdio pelo fecho do AIP/GNR, e aproveitar a oportunidade para se beber uns copos!!
Musica como é óbvio, a cargo do David ....Guetta

quinta-feira, 24 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

O PSD em Portalegre esta entregue a gente sem espinha...tenham a decência de sair!

quinta-feira, 24 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Serro Vs Arriga...o que se passou?

quinta-feira, 24 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

volta salazar e marcelo caetano que mandaram abrir escolas, fazer caminhos de ferro, etc etc e estes gajos agora querem fe har tudo. que fechem as conas das maes deles que estão abertas demais de tanto foderem

sexta-feira, 25 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Adorei ver o Sr. Dr. Matos Rosa ao lado do Dr. Cristóvão Crespo (este ultimo a segurar-lhe o guarda chuva como fiel servo)no telejornal a fazer-se de muito incomodado pelo quartel ir embora de Portalegre. Grandes fiteiros... eles estão interessados é no tacho cheio e farto e a população que se lixe. Se tivessem vergonha nem apareciam na rua. Portalegre não precisa desta gente oportunista.

sexta-feira, 25 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Em resposta ao último anonimo, e o chamado preso por ter cão e por não ter.
Se ninguém tivesse aparecido era porque não queriam saber de portalegre. Enfim....

sexta-feira, 25 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Triste sina a nossa com esta gente pequena de cabeça......

sexta-feira, 25 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

DR Matos Rosa! Essa deve ser para rir. O outro ainda teve equivalências, agora este de onde é que lhe vem o Dr?

sábado, 26 outubro, 2013  
Anonymous Anónimo disse...

Enquanto o PSD e o distrito for representado por esses dois mais uns parecidos com eles, e o problema é que são muitos, não se vai a lado nenhum. Cambada de oportunistas, Laranjo, Grilo, Joao Filipe, BArbas, chupistas de primeira linha

sábado, 23 novembro, 2013  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial

Site Meter